sexta-feira, 24 de abril de 2015

“Prevenção de Acidentes de Trabalho – Máquinas e Equipamentos de Trabalho” - Seminário, Beja, 27 de Abril


No passado mês de janeiro a ACT lançou, em conjunto com os parceiros sociais, institucionais e técnicos, uma Campanha de Prevenção de Riscos Profissionais em Máquinas e Equipamentos de Trabalho.
Esta campanha assenta no princípio de que a segurança e saúde no trabalho representa uma área de importância incontornável pois, se por um lado, cria um nível mínimo de proteção para a segurança dos trabalhadores, por outro, contribui para uma livre e justa competição no mercado interno. Visa, entre outros objetivos, a redução dos acidentes de trabalho, neste caso os ocorridos com máquinas e equipamentos de trabalho e a promoção de boas práticas.

No âmbito da referida Campanha e, igualmente, em comemoração do Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho, dia 28 de abril, como forma de homenagear as vítimas de acidentes de trabalho e doenças profissionais, a Unidade Local do Litoral e Baixo Alentejo (ULLBA) da ACT, em Beja, irá realizar um seminário “Prevenção de Acidentes de Trabalho – Máquinas e Equipamentos de Trabalho”.
O CATIM, uma das entidades que tem colaborado com a ACT nesta campanha, vai participar neste seminário com as seguintes apresentações:
 
      12h00  - A Diretiva Máquinas – Normas de segurança e sua articulação”
Alberto Fonseca  CATIM
         14h40 - Requisitos de Segurança em Máquinas Agrícolas – Casos Práticos”
Gustavo Cruz // CATIM

 Programa completo e inscrições: aqui

quinta-feira, 23 de abril de 2015

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Dia Internacional da Mãe Terra, No Place Like Home


Hoje é o Dia Internacional da Mãe Terra!
O Dia da Terra foi criado pelo Senador Gaylord Nelson dos EUA, no dia 22 de Abril de 1970 e adoptado pela ONU em 2009 como o Dia Internacional da Mãe Terra.
O BlogCatim responde ao desafio lançado pela NASA "No Place Like Home", e publica algumas fotografias de algumas das nossas serras e florestas, em homenagem ao nosso planeta, nossa casa, qual nave planetária que transporta todos os seres vivos, o nosso passado, o nosso presente e o nosso futuro.
É a nossa Mãe Terra, protegê-la é nossa obrigação.

 
Nota: todas as fotos desta mensagem são de autoria de Francisco Alba

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Projeto Cave do Vinho, o CATIM associa-se mais uma vez à Inovação Nacional!


O empresário Nuno Lima junto ao seu protótipo

O CATIM volta a associar-se à inovação nacional tendo realizado a avaliação e os ensaios de segurança do protótipo de uma porta horizontal para uso em caves de vinho, da responsabilidade da empresa NSL para o projeto Cave do Vinho (http://www.cavedovinho.pt/).
A avaliação e os ensaios realizados pelo CATIM permitiram garantir que o produto cumpre com os requisitos de segurança segundo a Directiva 2006/42/CE de 17 de Maio, e de funcionamento e durabilidade com base nos requisitos da norma EN 1935.
A grande inovação desta proposta caracteriza-se pela modernização da configuração horizontal. Trata-se de uma porta automática neste formato para acesso a caves de vinho. O sistema mecânico compacto de abertura é accionado por motor eléctrico, com possibilidade de abertura manual.
Nuno Lima, sócio-gerente da NSL, identificou nas falhas do sistema existente uma oportunidade vantajosa para a adaptação. E assim surgiu a versão inovadora: Introduzi o sistema anti-esmagamento.  Ao fechar a porta, existia o risco de esmagamento de um pé, por exemplo. Com este mecanismo, é possível um fecho suave que trava a porta e simultaneamente desencrava. Além disso, melhorei o sistema de dobradiças e a estética, refere. Qualquer residência ou espaço comercial com cave poderá incorporar esta solução. Cerca de 95% da produção destina-se à exportação para o mercado europeu, pelo que o apoio do CATIM é fundamental para cumprir as normas aplicáveis e, assim, garantir a possibilidade de exportação, salienta Nuno Lima. 
A proposta da NSL alia poupança de espaço a um mecanismo de fácil utilização. O sistema mecânico é fabricado em aço inoxidável, um material resistente à corrosão. A materialização da folha é multidisciplinar e possibilita a incorporação de diferentes materiais, como o vidro, a madeira ou a cortiça. Nuno Lima acrescenta Mantendo a base de trabalho, podemos fazer a porta evoluir e, se eu hoje preferir uma porta de vidro, amanhã posso colocar tijoleira. Além disso, o utilizador pode, actualmente, preferir a versão manual e, no futuro, consegue adaptar o mecanismo à versão automática, colocando o motor e retirando apenas quatro parafusos da base.


A intervenção do CATIM possibilitou a avaliação da segurança do produto enquanto motorizado. Para isso, foi desenvolvida a especificação do quadro de controlo do ensaio. Este quadro de comando automático permitiu a detecção e gestão de falhas no sistema motorizado. Alberto Fonseca, responsável técnico pela Unidade de Engenharia e Segurança de Equipamentos do CATIM e pela avaliação de segurança efectuada, sublinha que os ensaios se destinaram a completar a apreciação de riscos na qual o fabricante se baseou para definir e implementar as soluções para prevenir os mesmos, assim como na constituição do processo técnico de fabrico.»
Pedro Castro, responsável da Unidade de Ensaios de Materiais e Produtos, sublinhou Foi definido um ciclo específico com tempos de repouso em função da utilização prevista. Garante-se, assim, que o utilizador nunca é colocado em perigo por erros técnicos. O protótipo analisado foi também submetido ao ensaio de durabilidade ao mecanismo de abertura e fecho, já habitual em ensaios a este tipo de produtos. Os ciclos permitem verificar se a funcionalidade se mantém ao longo do tempo e sem riscos associados. Para uma utilização frequente, a norma de referência prevê um ensaio de 200 mil ciclos. Neste caso, por se tratar de um sistema a utilizar para acesso a caves, com utilização esporádica, definiu-se uma duração de 10 mil ciclos para o ensaio. Foram ainda realizados ensaios de carga estática na folha, através da colocação de uma massa sobredimensionada, com vista a verificar se a integridade estrutural se mantém. O ensaio de movimentação manual a que o protótipo foi submetido permitiu efectuar medição de forças de manobra.

Para o fabricante, os ensaios desenvolvidos pelo CATIM são fundamentais para a garantia de segurança do produto e da sua utilização por parte dos utilizadores finais. Conseguimos, assim, aferir a fiabilidade do mecanismo e ter a garantia de conformidade com os requisitos subjacentes à Marcação CE do produto, que é muito importante para nós, destacou Nuno Lima.
Esta não é a primeira vez que o CATIM ensaia a segurança de protótipos e produtos que ainda não foram lançados no mercado. Pedro Castro assegura que é frequente este tipo de ensaios. É importante para o fabricante ter a quem recorrer para se salvaguardar no que diz respeito à utilização do produto, uma vez que a utilização efectiva do mesmo envolve pessoas.
 
 
Com a garantia de segurança atestada, esta solução poderá ser comercializada a nível nacional e internacional para o acesso a caves e já está a ser desenvolvido um sistema de comunicação em plataformas que permitem gestão à distância, como telemóveis ou computadores.
 
Nota: Colaboração de Jessica Santos (CATIM) na elaboração do post.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Metal Portugal

 
Uma nova marca, a marca Metal Portugal.
A apresentação pública decorreu no passado dia 15 no Porto, em evento publico organizado pela AIMMAP, com a presença do Sr. Ministro de Economia, António Pires de Lima.
 
Quando estamos a falar de agulhas e de gruas, de cutelaria e de máquinas, são sectores que têm muito em comum, mas aos olhos do grande público isso não é percepcionado. E queremos criar uma marca que nos ajude a comunicar melhor com todos os que se relacionem connosco, no país e no estrangeiro, explicou ao Negócios o vice-presidente da AIMMAP, Rafael Campos Pereira. A marca vai ser usada em todas as iniciativas da associação, sendo depois, de forma gradual, alargada às próprias empresas, mediante algumas regras de utilização.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Qualificação PME e Vale Inovação - Portugal 2020

 
Qualificação PME
Projetos de qualificação das estratégias de PME que concorrem para o aumento da sua Competitividade, flexibilidade e capacidade de resposta ao mercado global, nos seguintes domínios:
  • Inovação organizacional e gestão
  • Economia Digital e TIC;
  • Criação de marcas e design;
  • Desenvolvimento e engenharia de produtos, serviços e processos;
  • Propriedade industrial;
  • Qualidade;
  • Transferência de Conhecimento;
  • Distribuição e Logística;
  • Ecoinovação.
Incentivo não reembolsável (a fundo perdido), taxa até 45% nos projetos individuais, limite de 500.000 € de incentivo.
 

Vale Inovação
Projetos que visem a obtenção de serviços de consultoria de inovação e apoio à inovação:
  • consultoria de gestão;
  • assistência tecnológica;
  • consultoria na área da economia digital;
  • consultoria nas áreas da propriedade intelectual e industrial e para acordos de licenciamento;
  • consultoria relativa à utilização de normas e serviços de ensaios e certificação.
Incentivo não reembolsável (a fundo perdido), taxa até 75%, limite de 15.000 € de incentivo.

O CATIM pode apoiar a sua empresa a equacionar os seus projetos.
Contacte-nos!

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Steell makes our world a better place



Existem centenas de diferentes tipos de aço e com eles contactamos todos os dias! Nas nossas casas, nas pontes que atravessamos, nos comboios, nos navios, nos automóveis, em todos os meios de transporte em geral, nos utensílios domésticos, na nossa mesa..., nos mais diversos acessórios, na produção e transporte de energia, nas máquinas, equipamentos, enfim por todo o lado!
Quase tudo o que transformamos e utilizamos utiliza aço...
Alia como nenhum outro material, várias características que o fazem único: preço, durabilidade, robustez e ductibilidade (capacidade de ser deformado sem fracturar), para além de ser infinitamente e a 100% reciclável!

sexta-feira, 10 de abril de 2015

CloudPyme, novo projecto para as PME

 
Este projecto, cofinanciado pela  Comissão Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e no âmbito do Programa Operativo de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (POCTEP) oferece às PME a possibilidade de utilizar infraestrutura de supercomputação para projectos de investigação, desenvolvimento e inovação ou para a formação do seu pessoal em tecnologias relacionadas com computação de alta performance.
As PME interessadas em apresentarem a sua candidatura devem aceder aqui.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Formação DNV - GL: Mudanças esperadas nas Normas ISO 9001 e ISO 14001 - Versão 2015


  CATIM - Porto, 15 de Maio de 2015
9:00H - 18:00H
 
As novas edições das normas ISO supõem uma mudança muito maior que as sucedidas em edições precedentes. Nelas não se exigirão novos procedimentos nem haverá referências ao Manual de Qualidade, não se referenciam ações preventivas e desaparecem referências explícitas ao Representante da Direção. Entretanto, deverão identificar riscos e oportunidades vinculados a grupos de interesses relevantes identificados pela organização, como são os Acionistas, Sindicatos, Fornecedores, Clientes, Empregados. Com o objetivo de conseguir uma eficaz LIDERANÇA pela Direção, administrar as mudanças de maneira satisfatória e antecipar as perdas.
A DNV-GL, uma das maiores certificadoras a nível mundial, qual a qual o CATIM tem mantido uma colaboração desde 2005 (o CATIM mantem o seu sistema de gestão certificado ISO 9001 por esta entidade), vai realizar uma acção de formação com o apoio do CATIM sobre o importante tema das alterações que vão ter as normas ISO 9001 e ISO 14001.
Conteúdo programático:
  • Porque a Norma evolui em direção à Sustentabilidade
  • Estrutura de alto nível, contexto, risco, liderança. Pontos da norma
  • Ferramentas de gestão do risco - AMFE, ISHIKAWA
  • O que se mantém e o que muda – resumo
  • Exercício: Caso INFINITY; Ferramenta RISK BASED
Mais informações por favor contacte-nos por telefone 226 159 000 ou formacao@catim.pt
 
 

segunda-feira, 6 de abril de 2015

ISO 9001: 2015, algumas informações!


  • FDIS 9001* sairá para inquérito em início de Julho; em Maio o texto estará disponível para as organizações de normalização  e só para efeitos de tradução;
  • Setembro/Outubro: fecho de inquérito e tratamento de comentários;
  • Edição/publicação em Nov.2015;
  • Está em fase de seleção as definições/termos relevantes para efeitos de interpretação e aplicação da ISO 9001 (ainda não é claro quantos termos irão ficar do lado da ISO 9001 em função da revisão da ISO 9000** - Fundamentals and vocabulary, mas serão seguramente menos que os da versão DIS);
  • O termo Melhoria Contínua foi clarificado e é relacionado unicamente com a melhoria  contínua de desempenho do SGQ;
  • Referência à inovação: ficará limitado à introdução e irá ser redigido de modo a que o SGQ não poderá impedir a inovação (parece não houve consenso); tudo indica que irá ainda existir uma nota numa secção 8 ou 10;           
  • O texto relativo ao novo conceito de aplicabilidade dos requisitos da ISO 9001 irá ser clarificado de modo a evitar a justificação de não aplicação de requisitos de forma abusiva (“Scope of the QMS” ***);
  • Irá existir uma referência/requisito relativo  a ações para diminuir erros humanos (proposta da delegação japonesa: “the implementation of action to prevent human error”, no 8.5.1)
  • “Análise de dados” irá ter uma breve referência ao tratamento estatístico de dados em forma de nota (foi a melhor solução de compromisso decorrente da análise dos diversos comentários/propostas e do consenso obtido no WG 24).
  • (*) versão DIS 9001, fecho de inquérito a Out-2014, 90% de aprovação e mais de 3200 comentários; com os pesos pesados da não aprovação: USA, Canadá, Austrália, Alemanha, Japão e Itália (FDIS – Final Draft)
  • (**) ISO 9000 - Fundamentals and vocabular (em fase de DIS)
  • (***) QMS: Quality management system
 
Nota: Post elaborado por Alexandra Peixoto, Engª, Unidade da Qualidade e Inovação do CATIM, membro da CT 80 - Gestão da Qualidade

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Mechanics and Material In Design, 6ª Conferência Internacional, 26 a 30 Julho, Açores



Foram aprovados para comunicação oral e posterior publicação em livro de proccedings da M2D2015 Conference Recent Advances in Mechanics and Materials in Design, o seguintes trabalhos propostos por colaboradores do CATIM:
 
Education for engineering standards, product development and quality control
Case study (Cláudia Fernandes & Luís Rocha)
The purpose of this paper is to provide insight on the role of youngsters’ education about engineering standards, product development and quality control for the development of industrial literacy and a qualified workforce. The empirical part of this paper will be developed according to the case study approach methodology and grounded on the hands-on project Think Industry New Generation (TING) in one particular activity – “Education about standardization” (EaS) for the 2013/14 edition. It were encompassed more than 700 youngsters with an age range from 12 to 17 years old in this out of school project, in a voluntary base. The concepts on metrology and quality control are part of the industrial literacy skills and are explored according to a pedagogical learning script starting on the subject of standardization. Everlasting mentality shift must begin at tender ages using methods with meaning for the target public.
 
Statistical process control – the importance of using calibrated measurement equipment
- case study (José Barradas & Marta Mendes)
These days, where competition between companies is great, it is essential that they hold the most optimized processes possible, ensuring the quality of products and services and reducing operational costs. Thus, the use of tools or methodologies to meet the performance of processes and facilitate the detection of problems in order to reduce the variability is essential to ensure their competitiveness. The Statistical Process Control (SPC), is one of the seven quality tools used in order to provide information for more effective diagnosis in the prevention and detection of defects and problems in the evaluated processes and, consequently, helping increase productivity and results of the company, avoiding waste, being of greatest importance to guarantee the quality of the company.
 
Approach to the calibration of calipers – ISO13385:2011 vs DIN862:1988 standards
(Isabel Perfeito)
In the context of dimensional metrology, the caliper, apparently one of the simplest measuring instruments is one of the most used in industry, in any of its sectors. Since a large number of these callipers are calibrated in accredited laboratories, these devices are part of the calibration work routine of dimensional metrology laboratories. Recently, due to the replacement of the calibration standard DIN862: 1988 for the ISO 13385: 2011, the calibration laboratories were forced to update their Accreditation Annex. The aim of this paper is to describe the main changes in callipers calibration based on the current standard (ISO 13385: 2011), in comparison with the discontinued standard (DIN 862: 1988), in order to assist the understanding of concepts, certificate validation and internal calibrations.

terça-feira, 31 de março de 2015

VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho, AEVA, 9 e 10 de Abril de 2015

A Eng. Filipa Lima da Unidade de Engenharia e Segurança de Equipamentos do CATIM foi convidada a participar como oradora nas VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho, organizadas pela AEVA - Escola Profissional de Aveiro.
Estas jornadas contarão com um extenso e rico programa, com intervenções de diversos oradores.
A intervenção da Engª Filipa Lima terá como tema a Segurança de Máquinas e de Equipamentos de Trabalho.


 

sexta-feira, 27 de março de 2015

Cluster HABITAT

 

Na sequência da AG da Associação Plataforma para a Construção Sustentável, realizada no passado dia 18 em Coimbra, o CATIM foi formalmente admitido como associado.
A Associação Plataforma para a Construção Sustentável é uma associação sem fins lucrativos envolvendo em rede instituições de I&D, municípios e a importante comunidade empresarial da fileira do Habitat, na afirmação de uma especialização em Construção Sustentável.

quinta-feira, 26 de março de 2015

EN 9100 - Aerospace series. Quality management systems


Nos últimos anos o setor aeronáutico tem apresentado um interessante crescimento, fruto de sólidos investimentos estrangeiros no nosso país. Como resultado deste crescimento, observa-se uma crescente aposta neste setor por parte de empresas nacionais e internacionais.
De modo a garantir as condições estabelecidas pelo setor aeronáutico (incluindo os requisitos de controlo da segurança dos componentes/peças fabricadas) é essencial a implementação dos critérios definidos na norma EN 9100:2009 - Aerospace series. Quality management systems. Requirements (based on ISO 9001:2000) and Quality systems - Model for quality assurance in design, development, production, installation and servicing (based on ISO 9001:1994). Assim, as organizações que pretendam crescer na sua atividade, fornecendo componentes constituintes de aeronaves (instrumentos, aparelhos, mecanismos e peças em geral) terão de caminhar no sentido de adoção das boas práticas preconizadas por este referencial e mesmo obter a certificação por terceira parte.
A certificação segundo o referencial EN 9100 permite o reconhecimento por terceira parte do cumprimento da Norma de referência e é para muitos clientes uma condição indispensável para iniciar um processo negocial.
Para além do referencial EN 9100 existem outras normas relevantes para este setor, entre as quais:
   - EN 9110:2015 - Quality Management Systems. Requirements for Aviation Maintenance Organizations
   - EN 9120:2010 - Quality Management Systems. Requirements for Aviation, Space and Defence Distributors.
 O programa Portugal 2020 prevê apoios em diferentes domínios, incluindo apoio na implementação de sistemas de gestão (entre eles o referencial EN 9100) e inovação.
Para mais esclarecimentos contacte, p.f., a Unidade da Qualidade e Inovação do CATIM, unidade funcional com mais de 20 anos de experiência em sistemas de gestão da qualidade nos mais diversos referenciais.

Nota: post com colaboração da Engª Cláudia Pires, Unidade da Qualidade e Inovação

segunda-feira, 23 de março de 2015

European Summit on Innovation for Active & Healthy Ageing



Este evento decorreu nos passados dias 9 e 10 de Março em Bruxelas, e teve como objectivo o alinhamento de ideias para as "calls" abertas e a abrir no H2020. O CATIM assistiu a este iniciativa, representado pela Drª Cláudia Fernandes.
No H2020 existem muitas oportunidades de financiamento para iniciativas no âmbito do "silver economy", pelo que neste evento marcaram presença as principais plataformas europeias que se dedicam ao tema.
Existe uma JPI (Joint Programming Iniciative) subordinada ao tema "More years, better life", que abrirá calls proximamente (mais informações: aqui)
 
Silver Economy
As rápidas mudanças demográficas associadas ao envelhecimento da população acima dos 50 anos de idade com necessidades específicas não são só um grande desafio societal mas também uma enorme oportunidade de crescimento económico.



 

terça-feira, 17 de março de 2015

Portugal 2020 - Sessão organizada pela EDIT VALUE no CATIM, 24 de Março!


PORTUGAL 2020:
Projetos e oportunidades para as empresas

A EDIT VALUE vai realizar no próximo dia 24 de Março nas instalações e com o apoio do CATIM, uma breve sessão exclusivamente dirigida a PME industriais sobre o PORTUGAL 2020. Esta sessão é especialmente dirigida a todas as empresas que pensam investir em diversas áreas, como por exemplo na implementação de sistemas de gestão da qualidade, inovação, ambiente, desenvolvimento de novos produtos com necessidade de ensaios normativos e para certificação, inovação produtiva, etc.
O número de participantes é limitado (30) e a inscrição obrigatória (catim@catim.pt - Unidade da Qualidade e Inovação)
 
Programa:

14:30 | Receção dos Convidados/Participantes
15:00 | Sessão de Boas Vindas e apresentação dos serviços do CATIM
                                * Francisco Alba / CATIM
15:15 | Portugal 2020: + Competitivo, + Inclusivo, + Sustentável
                 Tipos de Investimentos
                 Apoios Reembolsáveis e/ou a Fundo Perdido
* Nuno Pinto Bastos / EDIT VALUE® Consultoria Empresarial
* Bruna Dias / EDIT VALUE® Consultoria Empresarial
16:00 | Questões
16:30 | Encerramento